Presidente do Conselho Municipal de Saúde questiona demora na abertura do PA24h
04/12/2019 17:40 em Saúde

Na sessão ordinária desta quarta-feira (04/12), o presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Alexandre Silva, ocupou a tribuna do Legislativo, para questionar a demora da reabertura do Pronto Atendimento (PA) 24 horas.

Alexandre lembrou que desde o início, quando soube das obras no local, o Conselho sempre foi contrário ao fechamento para a reforma, mas não foi consultado pela administração municipal. “O Pronto Socorro do Hospital Geral, mesmo com as obras de ampliação e reforma, não teve seus atendimentos interrompidos”, exemplificou.

O presidente do CMS informou que o PA 24h atendia em média 800 pessoas por dia. “Entendemos que tinha demora, mas não o que está acontecendo na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Zona Norte que é de 9 a 16 horas de espera”, apontou.

Alexandre ainda denunciou que funcionários da empresa que vai administrar o PA, estão fazendo processo de seleção dentro do próprio prédio. “Nós do Conselho de Saúde, que somos de Caxias do Sul, fazemos trabalhos voluntários, não podemos utilizar o auditório, que fica localizado no prédio. Não acho justo, uma empresa terceirizada poder”, disse.
Por fim, o presidente do Conselho de Saúde alertou aos vereadores e à comunidade que não houve médicos interessados para trabalhar na futura UPA Central, como chamam.

“Foram oferecidas 43 vagas para clínico geral, apenas dois se inscreveram; para a pediatria, a maior demanda, foram ofertadas 18 vagas, apenas um pediatra se inscreveu, e para ortopedia, também um médico se interessou para três vagas. Como essa quantidade de médicos vai atender um público entre 700 a 800 pessoas por dia?”, questionou, encerrando sua fala.

Foto Gabriela Bento Alves

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
SHR