Volume
Rádio Offline
Economia de Caxias do Sul tem alta de 4,8% em maio
04/07/2019 10:24 em Economia

Os números de maio revelam que houve crescimento na economia de Caxias do Sul. O desempenho da atividade econômica registrou alta de 4,8% em relação a abril. Os três segmentos apresentaram crescimento positivo, tanto na comparação com abril quanto com o mesmo mês do ano passado. É o que mostra a pesquisa realizada pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), divulgada nesta quarta-feira (3).

 

Ao se comparar maio de 2019 com o mesmo mês do ano passado, o crescimento é ainda maior, com 17,3%. Esta alta, porém, se deve ao baixo índice de comparação, tendo em vista a greve dos caminhoneiros em maio de 2018. No mesmo período, maio de 2019 sobre maio de 2018, o comércio cresceu 25,8%, a indústria, 16,2%, e os serviços, 14,3%. “A base do ano passado não foi tão boa assim, temos essa consciência”, afirmou a diretora de Economia, Finanças e Estatística da CIC Maria Carolina Gullo.

 

No acumulado de janeiro a maio, o desempenho da economia caxiense cresceu 8%, com destaque para o comércio, que registrou alta de 20% no período. “O comércio está com um crescimento mais vigoroso no acumulado do ano”, observou Maria Carolina. Já o indicador que mede o acumulado de 12 meses mostra alta geral da economia de 7%, com a indústria crescendo 7,5%, o comércio, 6,8%, e os serviços, 6,4%.  

 

No comércio exterior, houve queda de 18,6% no saldo da balança comercial, situando-se em US$ 395 milhões no acumulado dos últimos 12 meses. As exportações tiveram alta de 3,3% no mesmo período, e as importações, 34,2%. Para o também diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Carlos Zignani, com base no desempenho até aqui e no avanço das reformas, a expectativa é de um crescimento entre 7% e 10% para a economia de Caxias do Sul em 2019.

 

No destino das exportações caxienses em maio, o Chile se situa na primeira posição, seguido por Estados Unidos, México, Argentina e China. Já entre os países de origem das importações caxienses, a China se mantém na liderança, seguida por Estados Unidos, Suécia, Itália, Índia e Alemanha.

 

Empregos
No mês de maio, Caxias do Sul perdeu 21 postos de trabalho. No acumulado de 2019 foram criados 3.485 empregos, com incremento de 2,1%. Nos últimos 12 já são 4.593 vagas a mais, representando aumento de 2,4% dos empregos no mercado formal de trabalho, cujo estoque hoje se situa em 166.564.

 

Também participaram da coletiva de apresentação do desempenho da economia de Caxias do Sul o presidente da CIC, Ivanir Gasparim, o diretor de Economia, Finanças e Estatística da CIC Joarez Piccinini, o conselheiro de Economia e Finanças da CIC Tarciano Cardoso, o presidente da CDL, Ivonei Pioner, o assessor de Economia e Estatística da CDL, Mosár Leandro Ness, e a assessora de Economia da CIC, Nara Panazzolo.

 

Foto: Candice Giazzon/CIC 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
SHR