Volume
Rádio Offline
Prefeitura inicia instalação de luminárias de LED na avenida Júlio de Castilhos
02/07/2019 18:11 em Trânsito

A rua Pinheiro Machado se soma à rua Sinimbu, à avenida Itália, à Praça Dante Alighieri e ao Centro Administrativo Municipal como localidades com iluminação pública totalmente com luminárias de LED. A instalação foi concluída no fim da última semana. O Departamento de Iluminação Pública da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Smosp) começou, em seguida, a substituição na avenida Júlio de Castilhos. A troca das antigas lâmpadas de vapor metálico começou pelo bairro Cinquentenário, em direção à BR-116.

 

Nesta primeira fase, estão sendo investidos mais de R$ 1 milhão em 750 luminárias de LED, contemplando áreas centrais da cidade. Até o momento, foram substituídos 105 pontos na Sinimbu, 21 na avenida Itália, 48 na Praça Dante Alighieri, 43 no Centro Administrativo e 118 na Pinheiro, além de seis novas instalações executadas nessa via (totalizando 124 pontos). Na Júlio de Castilhos, serão substituídos cerca de 315 pontos, o que representa aproximadamente R$ 440 mil em equipamentos. Durante o avanço da colocação, o departamento de engenharia faz avaliações quanto à necessidade de locais complementares com postes novos.

 

Conforme o engenheiro Leandro Pavan, secretário de Obras e Serviços Públicos, o tempo necessário para finalizar a avenida dependerá das condições climáticas. “São estimados dois meses, pois os trabalhos ocorrem sempre após as 22 horas, a fim de minimizar o impacto no trânsito. Esse serviço é mais caro, por ocorre à noite, mas não temos registrado impedimentos ou transtornos à população em todo o processo realizado até agora, justamente porque tivemos esse cuidado. Tudo é executado pelos servidores próprios da Smosp. Por questões de segurança, a troca o não é efetuada em condições de chuva ou nevoeiro, pois a rede elétrica permanece energizada durante o serviço”, explica.

 

Diferentemente dos outros locais onde houve substituição, as lâmpadas da avenida Júlio de Castilhos já são brancas, porém têm intensidade menor que as luminárias de LED. “Essas lâmpadas têm maior degradação do fluxo luminoso (luz), ou seja, a luz se deprecia muito rapidamente, em virtude das características construtivas da lâmpada do tipo vapor metálico. A título de curiosidade, a cada dois a três anos, todas as 315 lâmpadas brancas da Júlio são trocadas por novas, para manter a intensidade luminosa em níveis aceitáveis. Isso representa um custo de aproximadamente R$ 30 mil só em equipamentos. Entretanto, com a luminária LED, isso não vai ocorrer. Dessa forma, além da redução do consumo de energia elétrica, teremos a economia do custo com os aparelhos”, informa Pavan.

 

Cada ponto trocado representa uma redução de consumo de aproximadamente 40%, com 30% mais capacidade de iluminação, tanto para as lâmpadas de vapor de sódio quanto para as de vapor metálico. Somente com as 750 luminárias da primeira etapa, será possível economizar até R$ 250 mil por ano em despesas com iluminação pública, permitindo avançar no projeto. “As lâmpadas de LED também têm maior durabilidade, uma vez que os índices de falha dos componentes são menores. Os novos equipamentos possuem garantia de 10 anos, o que faz com que o fornecedor seja responsável por substituir ou reparar o aparelho sem ônus para a prefeitura”, completa o titular da Smosp.

 

O material que é retirado das áreas centrais não é desperdiçado. As lâmpadas e os reatores passam por um processo de triagem com testes elétricos para avaliar se encontram-se em condições de serem reutilizados. As luminárias são armazenadas pela Smosp e reformadas, quando necessário, para substituírem pontos em caso de necessidade, como na ocorrência de danos por conta de acidentes de trânsito, por exemplo, em outros pontos de Caxias do Sul.

 

A próxima etapa de instalação de LED na iluminação pública está sendo estudada internamente e será divulgada quando houver a definição.

 

Modelos antigos X LED

 

A principal diferença entre os modelos utilizados até então (vapor de sódio e vapor metálico, no caso da Júlio) e a nova tecnologia que está sendo implantada pela prefeitura está na durabilidade. As lâmpadas antigas duram menos, seja pela queima ou pela redução do fluxo luminoso no decorrer do tempo. Na prática, entende-se que a cada quatro ou cinco anos esses modelos precisem ser substituídos por novos.

 

Na tecnologia LED, o fluxo luminoso se depreciará em no máximo 70% do inicial no término do período de 50 mil horas de operação, aproximadamente 10 anos. Outra vantagem está na iluminação constante mesmo com grandes variações de tensão na rede elétrica e a uniformidade da iluminação.

 

Alô, Caxias

 

Trocas de lâmpadas e consertos de luminárias devem ser solicitados pela comunidade por meio do “Alô, Caxias”, pelo telefone 156 ou pelo site sac.caxias.rs.gov.br. Para instalar luminárias em novos pontos da cidade, é preciso oficializar o pedido no protocolo geral da prefeitura (rua Alfredo Chaves, 1333), das 10h às 16h.

 

Fotos: Divulgação (Júlio) 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
SHR