BENEFICIÁRIOS DO FLORESCER E QUALIFICAR CELEBRAM FORMATURA

Nesta quarta-feira (13/12), 65 beneficiários do programa Florescer Iniciação Profissional (IP) que concluíram o curso de Assistente Administrativo  e 67 do Qualificar, do curso técnico industrial voltado à área metalmecânica,  celebraram a formatura 2017, em cerimônia que aconteceu no Centro de Educação Randon, no site Interlagos,  tendo como paraninfo o diretor de Tecnologia e Inovação das Empresas Randon, Sandro Trentin.

Participaram da cerimônia, os pais e responsáveis pelos jovens, educadores, parceiros da iniciativa, mais a direção do Instituto Elisabetha Randon (IER) e das Empresas Randon, como o presidente David Abramo Randon e a diretora-presidente do IER, Maurien Randon Barbosa.

Para ela, trata-se de um momento gratificante e, ao mesmo tempo, muito especial para os jovens. “É um divisor de águas entre a adolescência mais descompromissada e a transição para o caminho profissional da vida adulta. A partir desta conquista, muitas outras virão, através do trabalho, da dedicação e do conhecimento,” enfatiza.

Uma das formandas do Qualificar, a beneficiária Caroline Lemos Duarte, 17 anos, também frequentou o Florescer desde 2010. “Com os ensinamentos que recebi nos dois programas, pude definir a área em que quero me dedicar, que é a de Recursos Humanos”, conta. Animado com a formatura e pronto para iniciar no mercado de trabalho, Guilherme Machado dos Santos, de 18 anos, pretende cursar Engenharia Mecânica e elogia os cursos por incentivarem a busca pelo conhecimento.

O Florescer IP, criado em 2005, tem por missão preparar jovens de 15 a 16 anos para uma melhor inserção no mercado de trabalho, através de uma formação técnica e humanística. O Programa oferece cursos de Iniciação Profissional, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI e o Serviço Social da Indústria – SESI, visando qualificar os jovens para  a vida profissional.

O Qualificar visa igualmente a formação de jovens, entre 16 e 18 anos, em cursos técnicos, como o de Aprendizagem Industrial Básica de Operador de Processos de Fabricação de Autopeças, Veículos e Implementos Rodoviários e Ferroviários (1.600 horas), com duração de dois anos e sendo realizado nas dependências da empresa.

1

Crédito: João Carlos Lazzarotto