COMO ENFRENTAR A CORRUPÇÃO

Como Enfrentar a corrupção

1

Paulo Natalicio Weschenfelder,
Professsor.

A corrupção é algo que sempre existiu, como outros tipos de crimes, onde quer que existam seres humanos. O que diferencia o problema da corrupção de um país paraoutro é a forma como foi, está sendo e será tratado. Há países em que a corrupção praticamente não existe. Já, em outros, como o nosso, nem tanto.

Podemos apontar três meios para enfrentar a corrupção: a educação, a prevenção e a repressão.

Hoje ficamos com a educação, o mais importante dos três meios. É sabedoria várias vezes milenar que a educação é de extraordinária importância na vida particular de cada pessoa humana, na vida em comunidade e na vida dos povos. Pitágoras, filósofo e matemático grego, que viveu há 2.500 anos, deixou esta ensinamento: “Eduquem as crianças, para que não seja necessário punir os adultos.” No livro dos
Provérbios, um dos livros do Antigo Testamento da Bíblia, mesmo lendo sem preocupação religiosa, encontramos mais o seguinte ensinamento várias vezes milenar: “Ensina a criança no caminho que deve andar, e mesmo quando for velho não se
desviará dele.”

A educação, no Brasil, visa o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho. É o que pactuamos na nossa Constituição Federal.

A educação, colocado como o primeiro instrumento para enfrentar a corrupção,começa na família e continua na escola. Ensinar a criança o que pode e deve fazer e oque não deve fazer na vida pessoal, no convívio familiar, escolar, comunitário e no país, é o primeiro, decisivo e seguro acontecimento na vida da pessoa humana para que amanhã não tenha que ser punida pela prática de crime de corrupção ou outros. Ensinar a criança os direitos e deveres da pessoa humana e do cidadão são um meio seguro para enfrentar a corrupção em nosso País. Em outras palavras, ensinar à criança começa com coisas bem simples, presentes na vida de qualquer criança, família, escola e comunidade, como por exemplo, respeitar as pessoas, obedecer a mãe, o pai, a professora e o professor (primeiras autoridades na vida da criança), falar com as pessoas, expressar o que pensa e o que quer ou não quer, brincar, guardar seus brinquedos, alimentar-se corretamente, cuidar de suas roupas e material escolar, não estragar as coisas da família, da escola e da comunidade, não se apropriar de brinquedos e objetos de outras crianças, usar corretamente a água e a luz, acondicionar corretamente o lixo, limpar o que sujou.

Ensinar uma criança, sabemos todos, não acontece apenas com informações,livros, meios eletrônicos e conselhos, mas também, e especialmente, com os exemplos da mãe, do pai, da professora e do professor, que falam mais alto e são mais marcantes que qualquer outro método, inclusive para enfrentar a corrupção.