PREFEITURA PLANEJA INICIAR CONSTRUÇÃO DE EPI DE ANARECH ATÉ MARÇO DE 2019

O prefeito Daniel Guerra, acompanhado de diversos secretários municipais e presidentes de autarquias, foi até o salão paroquial de Ana Rech na noite desta terça-feira (05/12/17) para participar de mais uma edição do gabinete itinerante. O programa consiste na visita aos bairros e espaços públicos de Caxias do Sul para conversar com a comunidade, ouvir as demandas e desafios locais. O objetivo é atender as principais reivindicações da população e reduzir, em grande escala, as demandas registradas em cada unidade municipal.

A maioria das solicitações da região de Ana Rech está relacionada ao calçamento e à pavimentação de diversas ruas. Também houve pedidos de construção de passeio público e revisão das vagas de estacionamento no centro de Ana Rech, beneficiando usuários de bancos, farmácias e clientes do comércio local.

Uma das principais demandas levantadas pela população foi a integração das passagens de ônibus na Linha 52 – Santa Bárbara, além de mais horários disponíveis. Hoje a empresa Visate, concessionária do transporte coletivo urbano, cobra duas passagens por conta da extensão do trajeto. O prefeito e o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), Cristiano de Abreu Soares, explicaram que a atual administração estuda a construção de uma nova Estação Principal de Integração (EPI).

 “Eu tenho o dever de cuidar de toda a cidade e, se essa é a prioridade da região, nós vamos executar”, disse o prefeito. “Temos o ano de 2018 para captar recursos e até março de 2019 nós vamos começar a obra, conforme a determinação do prefeito, que quer muito construir essa EPI”, anunciou o secretário. O local previsto é em frente à empresa Marcopolo, visto que a maioria dos passageiros desce naquelas paradas, conforme análise técnica da SMTTM. O terreno é de propriedade da prefeitura, fator que também facilitará e acelerará a construção.

 Jonas Zapparoli, um dos participantes da reunião, elogiou a atitude do prefeito e da atual administração. “Quero parabenizar o gabinete pela preocupação em vir aqui e ouvir nossas demandas. Também quero agradecer pelas obras realizadas na região. Admiro essa gestão porque fala e faz, não promete o que não pode cumprir”, disse.

Outra solicitação urgente da comunidade foi a colocação de ao menos um quebra-molas na rua João Andriolo. “Diversas mortes já ocorreram nessa via; os motoristas andam muito rápido. Precisamos evitar mais tragédias”, pediu o morador César Turella. O titular da SMTTM explicou que a inclinação da via não permite a instalação de quebra-molas, conforme estudo técnico realizado. Como alterativa, Cristiano sugeriu a colocação de tachões. “Já instalamos outras placas de redução de velocidade também e agora nos comprometemos em instalar os redutores de velocidade até maio do ano que vem”, prometeu.

 Obras na região

A prefeitura realizou no mês de novembro diversas ações de infraestrutura na região de Ana Rech, totalizando mais de mil atendimentos. O trabalho foi gerenciado pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Smosp), com atuação das Secretarias da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa), Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM), Urbanismo (SMU), Meio Ambiente (Semma) e ainda a autarquia Samae e a empresa Codeca.

A Smosp realizou a manutenção preventiva em 579 bocas de lobo, vistoria, consertos e limpeza de redes de drenagem e construção de novas redes para melhorar o escoamento da água. Também fez a manutenção de estradas de chão, totalizando 40km de melhorias. Ainda houve manutenção preventiva nas luminárias da Avenida Rio Branco, gerando melhoria de 30% na luminosidade. A Smosp atendeu cerca de 100 pedidos de troca de lâmpadas e conserto de luminárias solicitados na subprefeitura ou via Alô Caxias.

A SMTTM efetuou 23 melhorias para o trânsito e mobilidade dos moradores, como novas placas de sinalização, implantação de guard rails, pintura de faixas de segurança e pintura em meio-fio. A Smapa fez a manutenção de 230 canteiros na Avenida Rio Branco com plantio de aproximadamente 6,8 mil mudas produzidas no Horto Municipal. A Semma atendeu 133 demandas que envolveram poda e corte de árvores, implementação de lixeiras, reformas no banheiro da praça e roçada geral do bairro, reduzindo riscos de queda de árvores e gerando melhora na segurança para a comunidade.

 A Secretaria do Urbanismo efetuou vistorias pelo bairro e foram constatadas 418 irregularidades: 76 notificações por falta de cercamento e limpeza de terrenos, 303 irregularidades relacionadas à falta de pavimentação na área destinada ao passeio público e 39 irregularidades relacionadas à falta de pavimentação no calçamento do passeio. As inadequações foram notificadas pelos fiscais e estão dentro do prazo para reparo.

O Samae atendeu 169 demandas de adequações e consertos no sistema de abastecimento e esgoto. Também visitou 399 usuários, que receberam orientação técnica de como organizar suas ligações com a distribuição de material ilustrativo.

 11

Foto: Daniel Bianchi