Pe. JOÃO SCHIAVO É O MAIS NOVO BEATO DA IGREJA

A emoção tomou conta do público que participou da Beatificação do Pe. João Schiavo na manhã deste sábado (28/10/17), nos Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS). O ponto alto da celebração ocorreu quando o representante do Papa, o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, realizou a leitura da Carta Apostólica em latim e foi descerrada a imagem que retrata o novo Beato na glória de Deus. Ao som do hino de louvor o Superior Geral dos Josefinos, Pe. Mario Aldegani e a Superiora Geral das Irmãs Murialdinas de São José, Irmã Orsola Bertolotto levaram ao altar uma relíquia (pequeno osso) do beato.

O público de cerca de 6.500 pessoas era formado por pessoas da região de abrangência da Diocese de Caxias do Sul, de vários estados do Brasil, entre eles, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Distrito Federal e de diversos países como Argentina e do Chile de onde vierem 160 pessoas, do Equador a comitiva era formada por 34 pessoas, além da Itália, um grupo de 31 pessoas composto por nove parentes do Pe. Schiavo, de Sant’ Urbano (Vinceza), terra natal do Beato.

Vieram também, lideranças de paróquias atendidas pelos Josefinos de Murialdo, onde a devoção ao novo Beato está se difundido. “Na nossa paróquia de São Benedito, os padres são Josefinos, por isso a gente tem essa ligação”, informa Angélica Plix, de Jaçanã (SP), que coordenou um grupo de 56 pessoas e participa da Associação das Mães Apostólica, fundada por Schiavo. De Brasília (DF), Isabele Ricarte, trouxe um grupo de 24 pessoas. Emocionada, agradeceu a Deus pela chuva em sua terra natal, depois de 120 dias de seca. “Nossa, é a primeira vez que participo de uma beatificação. Estou emocionada. Ainda mais, porque no dia dessa cerimônia tão linda, começou a chover lá em Brasília”.

A acolhida ficou por conta de mais de 100 jovens do Setor Juventude da Diocese, acompanhados pela Banda Marcial Tradicionalista Murialdo e a Banda da Escola Municipal Pe. João Schiavo, de Fazenda Souza. A cerimônia teve a participação, da Orquestra da Universidade de Caxias do Sul e do Coral Beatificação, além dos vários movimentos e serviços da Igreja que ajudaram na organização.

O agraciado com o reconhecido milagre, Juvelino Cara, esteve presente e participou da apresentação das oferendas. Dom Alessandro agradeceu em nome do cardeal o Papa Francisco pela graça de reconhecer na Diocese de Caxias do Sul o primeiro Bem-Aventurado. Pe. Aldegani homenageou o postulador Pe. Orides Ballardin pela dedicação ao processo de beatificação e aos devotos pela profunda demonstração de fé. Em nome da delegação italiana, Pe. Lorenzo Zaupa, vigário-geral da Diocese de Vicenza, saudou as autoridades eclesiásticas, bem como a Diocese gaúcha que sediou o evento inédito.

11

Outro momento de emoção foi quando o povo cercou a relíquia na procissão final, conduzida pelos bispos Josefinos Dom Celmo Lazzari, Bispo de Sucumbios, no Equador; Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Bélem, do Pará, ambos da Diocese de Caxias do Sul; e Dom Adélio Pasqualotto, Bispo da Missão Josefina de Napo. O evento religioso foi transmitido ao vivo, em rede nacional pela televisão, emissoras de rádio e pelas mídias sociais. A fanpage do Pe. Schiavo alcançou 6.500 pessoas que assistiram ao vivo a celebração.

22

Fotos: Volga Foto Estúdio  

Neste domingo (29/10/17), aconteceu uma Missa de Ação de Graças, às 10h, na capela Pe. João Schiavo, em Fazenda Souza, de depois houve o almoço do salão paroquial de Fazenda Souza.