EMPRÉSTIMO DE US$ 33MILHÕES DA CORPORAÇÃO ANDINA DE FOMENTO É APROVADO PELO GOVERNO FEDERAL PARA CAXIAS DO SUL

A contratação da operação de crédito externo no valor de US$ 33 milhões entre o Município de Caxias do Sul e a Corporação Andina de Fomento (CAF) foi autorizada pelo Governo Federal. O despacho do Presidente da República foi publicado no Diário Oficial da União da última sexta-feira (22/09/17). Agora, a proposta segue para autorização do Senado Federal. A verba será destinada ao desenvolvimento da infraestrutura viária no interior do município.
O tema vem sendo trabalhado desde o começo do ano pela Administração. O prefeito Daniel Guerra viajou à Brasília para tratar do assunto no Governo Federal. Além disso, em agosto, durante a inauguração do Residencial Rota Nova, Daniel Guerra também entregou uma pauta de reivindicações para a senadora Ana Amélia Lemos, que incluía a agilidade nos trâmites do processo para o empréstimo de US$ 33 milhões, para ser encaminhado e protocolado junto à Presidência da República.
No começo do governo, o prefeito determinou a formação de um grupo de trabalho liderado pela Secretaria Municipal do Planejamento (Seplan), que envolveu também as secretarias do Turismo (Semtur); Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa) e Obras e Serviços Públicos (Smosp), com o objetivo de elaborar um Programa de Desenvolvimento do Agronegócio (PDA) e de Desenvolvimento de Mobilidade e Turismo (PDMT) para Caxias do Sul.
O grupo iniciou os trabalhos, avaliando os trechos da proposta original e revisando as áreas, adotando as novas diretrizes da Administração Municipal. A partir daí, foram definidos os critérios para o levantamento das áreas prioritárias que farão parte do PDA e PDMT. O grupo levou em conta áreas que beneficiem o escoamento da produção rural, facilitem a mobilidade e a integração entre as rodovias, e potencializem o turismo da região.
“Ao longo desses meses, nós criamos um Plano de Desenvolvimento do Interior para investir esses US$ 33 milhões em melhorias para o Município. Com o PDA e PDMT, qualificaremos a logística de distribuição, aumentaremos a competitividade dos produtores locais e ainda fortaleceremos as rotas turísticas da nossa região, fomentando a economia de Caxias do Sul”, complementa Fernando Mondadori, secretário municipal de Planejamento.
Os Programas de Desenvolvimento estão organizados em quatro pacotes, totalizando aproximadamente 90 quilômetros de estradas e abrangendo 14 trechos do município. O primeiro pacote já foi aprovado e contempla 25 quilômetros dos seguintes trechos:
Sebastopol – Santa Lúcia do Piaí
Farroupilha (Caravaggio) – Desvio Rizzo
Estrada do Vinho – Estrada do Imigrante – BR-116
O projeto completo deverá ser finalizado em outubro e segue para aprovação do prefeito.