COMPRA DE MEDICAMENTOS PARA AS UBS EM CAXIAS

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) encaminhou a compra dos medicamentos que estão em falta desde a metade do ano passado nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do Município. A liberação de cerca de R$ 1 milhão para investimento em remédios foi tratada como prioridade pela nova administração. A previsão é de que a situação esteja regularizada na segunda quinzena de fevereiro.

Dos 238 itens que compõem a cesta de remédios distribuídos nas unidades, 53 estão com o estoque zerado, a maioria para hipertensão e diabetes. A compra de medicamentos é feita em conjunto entre Município, Estado e União, sendo que a contribuição municipal corresponde à maior parte do total. No ano passado, os repasses da antiga administração do município sofreram diminuição na ordem de 68%, em virtude de medidas de contenção de gastos. A redução dos investimentos acabou por se refletir na falta de produtos.

A questão foi tratada como prioridade pelo novo governo, que entende o gesto como humanização da gestão pública. “O remédio, além de ser tratamento, é prevenção. Assumimos o compromisso que saúde é prioridade. Estamos trabalhando para disponibilizar os medicamentos que a população precisa. É um ato desumano a pessoa precisar de remédio e não ter. Nós temos que entregar o que é de direito da população”, frisa o prefeito Daniel Guerra.

A compra foi uma das primeiras ações do secretário da Saúde, Darcy Ribeiro Pinto Filho. A medida só foi possível graças ao novo modelo de gestão financeira, que privilegia o eixo central do governo: saúde, educação e segurança. O prazo para liberação do material, até a segunda quinzena de fevereiro, se deve ao período necessário para a chegada das encomendas, a conferência e o destino da medicação às 47 unidades.

Enquanto a entrega de remédios não estiver em dia, a Secretaria da Saúde indica que os usuários procurem medicamentos por meio do Programa Farmácia Popular ou da rede conveniada, a fim de buscar produtos de forma gratuita ou a preços simbólicos.